Quando você é o seu pior adversário!

10 de junho de 2016, em Outros

Oi pessoal!

Tudo bem com vocês? Esse post era para ser de um look, mas aconteceram várias coisas desde quando comecei a escrevê-lo até agora, que resolvi adiá-lo por um momento e falar de um outro assunto antes!

motivacao-bafafa-by-paula

Por isso eu vou contar uma história para mostrar que o seu pior adversário pode ser você mesmo! Quando eu terminei o ensino médio e comecei o pré-vestibular eu quase não estudava em casa. Fiz uma modalidade chamada extensivo em que durante a primeira metade do ano eu basicamente prestava bastante atenção na aula e depois dela ia para casa ajudar a minha mãe, cuidando do meu irmão mais novo, enquanto ela estava no trabalho.

No pré-vestibular que eu estudava existiam as monitorias para ajudar os alunos nas dúvidas que surgissem. Eu comecei a fazer redações para treinar para a prova já no meio do ano. Fiz a minha primeira redação no pré-vestibular e coloquei na pasta para correções. Alguns dias depois, ao recolher meu texto na pasta das corrigidas, percebo um recadinho: “Procurar a monitoria”. Detalhe, eu não tinha ganhado nota (as redações eram avaliadas numa escala de 0 a 10).

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

Procurei a monitoria e a moça, muito didática (só que não mesmo), me solta um grito no meio da sala! “Ah! Eu li a sua redação! Nossa, por que você não procurou a monitoria antes! Você não sabe escrever! Desse jeito você não vai conseguir fazer a redação no vestibular!”. Gente, nesse momento a minha boca amargou, meus olhos arderam, meu estômago embrulhou e já pensei log no pior (sim, sou dessas). Não faço mesmo a linha otimista! Não no primeiro momento, então já pensei que não iria passar, que precisaria fazer mais um ano de pré-vestibular e não saberia se teria condições de poder só estudar e não trabalhar! Eu fui embora tão atordoada que quase pedi desculpas para a monitora por ter feito ela ler aquele texto lixo que escrevi (lóxico que não né, rs)!

Eu sempre passo por umas fases bad quando acontecem coisas assim! Eu chego em casa, me deito e encolho na cama como se estivesse em um casulo. Desisto de tudo, jogo tudo pro ar e depois vou recolhendo os cacos novamente. No meio disso tudo eu consegui pensar em um quadro verde que ficava na parede lateral da recepção do pré-vestibular. Eu logo pensei “Minha redação ainda vai estar nesse quadro!”.

motivacao-bafafa-by-paula

O tempo passou, fui me esforçando até que um dia, pá, minha redação foi para o quadro! E quer saber mais? A redação foi a minha melhor nota na prova aberta do vestibular (sim, eu sou dessa época), com 80% de aproveitamento!

Porque eu contei essa história toda? Para alguns pode ser uma bobeira isso, pois tem gente que, de fato, não se importa com pessoas assim, que falam da forma como ela falou comigo! Passar por cima e continuar na mesma seria bom? Na minha visão também não! Talvez eu precisasse mesmo de um empurrão (não precisava ser em direção ao penhasco), mas eu também precisava mudar e começar a estudar mais!

motivacao-bafafa-by-paula

Fonte: Pixabay

Naquele momento, meu pior adversário era eu mesma! Somente eu poderia me enterrar no casulo ou poderia dar um pulo e começar a estudar pra valer! Não espere que o mundo vá te entregar incentivo e motivação “isso aí garota, vamos lá, você é muito boa”! Não! O mundo não é assim (com algumas exceções). Não se deixe abater, nem por críticas ou problemas que venham até mesmo para te derrubar! Use isso como trampolim, só você pode fazer isso por você mesmo! Você pode até viver o seu período de sofrimento, chore se for preciso mas não deixe que isso vire a sua redoma e que limite o seu potencial! Todos somos humanos, mas podemos sempre buscar sermos humanos melhores que nós mesmos fomos ontem! Deu errado? Você caiu? Não tem problema! Levante-se, sopre o arranhão e continue a caminhada!

Essa era a mensagem que eu queria passar para vocês hoje! Beijos do fundo do meu coração! Fiquem com Deus e até a próxima!

Confira também: a sua cicatriz de incomoda?

Confira também dias de como fotografar looks para o seu blog!

Por Paula Brasiel

Mineira, enfermeira de formação e libriana vaidosa e organizada! É cheia de planos na vida, e um deles é este blog!

Deixe o seu comentario

10 respostas para “Quando você é o seu pior adversário!”

  1. Elaine Almeida disse:

    Nossa,amei o texto!Eu tb já fui assim daquelas que deixava qualquer coisinha me derrotar,hoje eu desafio os meus medos e sou dona da minha mente!!!Parabéns pela mensagem!!!
    Beijos ❤

  2. Aline disse:

    Ótimo texto! Sou bem como você, na hora em que acontece esse tipo de coisas jogo tudo pra alto aí depois volto para juntar os pedaços hahah Fico feliz por você por ter conseguido superar isso, realmente, o que sempre mais vai ter é pessoas para nos criticarem. Parabéns pelo post e pelo blog!
    Beijos
    https://blog-mundodalua.blogspot.com.br/

  3. Tatiana Castro disse:

    Oi, Paula!
    Seu texto é inspirador! Em psicologia, chamam sua atitude de resiliência, que é o poder de se adaptar e superar de forma saudável uma situação ruim. Muitas pessoas desistiriam do cursinho, mas vc foi guerreira, parabéns!

    Beijos!
    Gatita&Cia.

  4. Mariana Menezes disse:

    Paula, adorei o teu texto, tua reflexão foi incrível. Eu sou do tipo de pessoa que fica muito chateada quando falam algo desse tipo pra mim, fico decepcionada comigo mesma, sabe? Me cobro demais e fico frustrada quando falho. Mas aí depois eu me ergo e corro atrás pra mudar o que errei, que foi exatamente o que tu fez. E é assim que temos que ser, nunca desistir e levantar a cabeça e seguir em frente <3 Parabéns pelo textinho 🙂

    Beijos.

    http://www.letrasnagaveta.com

  5. Marlon Jop disse:

    ótimo texto!! Bem assim neh? rsrs mas temos que persistir 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *